No-Break ou Estabilizador?

Tempo de leitura: 1 minuto

Um no-break é imprescindível para o bom funcionamento dos equipamentos AGFA, porém o desconhecimento sobre a real funcionalidade e diferenças entre um no-break e um estabilizador ainda causa dúvidas em muitos usuários, levando muitas vezes à aquisição de um dispositivo que não fornecerá proteção ao equipamento utilizado. De forma a garantir a compra do correto dispositivo, explicaremos abaixo as diferenças entre um no-break e um estabilizador:


Estabilizador:

A tensão fornecida através de tomadas sofrem variações, que são transferidas aos equipamentos conectados a ela. Tais variações são danosas aos equipamentos. O estabilizador, como seu próprio nome diz, tem como objetivo estabilizar o fornecimento de energia, corrigindo e uniformizando a tensão de saída, de forma a fornece-la de maneira adequada aos equipamentos. Em casos de quedas ou picos de energia, o estabilizador também é desligado, sofrendo as mesmas consequências que os equipamentos a ele conectados.

No-break:

Embora seja composto dos mesmos dispositivos que auxiliam na estabilização da tensão dos equipamentos à ele conectados, o no-break tem como principal objetivo evitar que, em casos de quedas ou picos de energia, seus dependentes se mantenham em funcionamento durante um período de tempo, de forma a garantir que estes possam ser desligados de forma correta.

Trata-se de um estabilizador com baterias internas. Ou seja, em caso de queda de energia, o no-break manterá ligado os equipamentos a ele conectados durante um período de 5 a 10 minutos, permitindo que seu usuário consiga desligar corretamente os dispositivos para que estes não sejam danificados com a queda abrupta de energia. Não pense em compra-lo para continuar trabalhando por horas sem energia elétrica: ele funciona por um período curto de tempo.

Ainda tem dúvidas?

Deixe um comentário abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *